Arquivos | Comportamento

Palavras Tags: , ,

Crianças, Cachorro e Responsabilidade

Publicado em 20 agosto 2013

As crianças vem pedindo um cachorro já faz um tempo. Agora que o caçula entrou na escola, passa pela cabeça que pode ser o momento certo, mas fica preocupado(a) se irá dar mais trabalho do que já tem com a criançada mais os deveres domésticos de casa.

Quando as crianças começam a entender um pouco mais, por volta dos 7 a 9 anos, eu diria que a idade bacana para obter ajuda e cuidar do membro canino da família, mas é importante lembrar que a responsabilidade principal pelo animal é do adulto. Tenha certeza que queira ter um cão antes de mais nada, e que irá se comprometer com a saúde e bem estar do cão que irá retribuir para toda família sua lealdade faça chuva faça sol.

Alimentar o cachorro pode ser uma tarefa divertida. O adulto precisa definir a quantidade e horários para a alimentação do cão. No pacote de cada tipo de ração e de acordo com o tamanho e raça do cão há medidas para essa tarefa, só precisa programar de acordo com os horários em que for mais convenientes sem passar da sugestão de acordo com o perfil que mencionei acima. Se não for firme com relação a isso as crianças poderão inocentemente dar mais do que o necessário para o cão, que não é somente, não saudável como pode levar a atrapalhar em qualquer adestramento que tente fazer, por mais simples que seja. Ninguém deseja isso, claro.

Ensine o seu cão a sentar e aguardar enquanto as crianças colocam a comida na vasilha. No início talvez precise segurar na coleira do cachorro para ter certeza que não irá voar de entusiasmo na travessa de comida, mas pode ter certeza que o cão irá aprender que enquanto não ficar quieto aguardando a criança não irá colocar a vasilha no chão. Isso é uma ótima oportunidade para utilizar como uma forma de demonstração de senso de premiação, irá se comportar para receber o prêmio, isso também irá ensinar a criança que é necessário fazer o que pedir para ser feito, ambos aprendem e respeitam o adulto, bônus.

Se o cão adora ser penteado/escovado, dê esse trabalho as crianças. Podem então colectar os pelos do cão colocando no lixo ou em arbustos no quintal para que pássaros possam usar para fazer seu ninho. As crianças adoram tanto a tarefa de dar o pelo aos pássaros quanto escovar o cão. Jamais peça ou permita as crianças cortarem as unhas do cão, a maioria dos cães são bem sensíveis nas unhas, é preciso ajuda de um especialista ou de um adulto por conter vasos sanguíneos na unha e portanto saber o quanto pode cortar.

Levar o cão para passear e caminhar é a melhor de todas as tarefas tanto para os cães que adoram fazer uma caminhada quanto a atividade para as crianças e toda a família. Não se esqueça de acompanhar principalmente se forem crianças menores que 12 anos devido a surpresas como a aproximação de gatos, estranhos ou qualquer outra coisa que possa fazer o cão ficar excitado ou com medo.

Os cães podem favorecer grandes momentos de alegria para toda a família, mas é importante pensar bem antes de tê-los, cães não são somente um presente de aniversário, é para a vida toda.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Para ler mais publicações como "Crianças, Cachorro e Responsabilidade", clique aqui | , ,
Encontre mais publicações como "Crianças, Cachorro e Responsabilidade" em | Comportamento

Palavras Tags: , , ,

Porque cães latem

Publicado em 11 dezembro 2012

Porque cães latem e como parar latidos excessivos

Os cães serão sempre cães, e na maioria das vezes latem, choram, uivam é natural. É a forma que o cão se comunica com os seres humanos e se expressam. Ás vezes, queremos que nosso cão late para nos alertar de um possível perigo e nos proteger. No entanto, o latido excessivo de um cão pode ser considerado um problema de comportamento. Porque cães latem, qual é a solução? Bem, seu cão precisa saber a hora de latir e a hora de ficar quieto, e é seu trabalho como dono ensina-lo. Procure um adestrador o quanto antes ou adestre você mesmo seu cão. Com dedicação e consistência, você pode adestrar seu cão a latir e ficar quieto sob comando.

Porque cães latem

Porque cães latem

É importante compreender que cães latem por várias razões. Eles não latem apenas para irritar você ou seu vizinho, ou por despeito ou vingança. Cães não latem porque eles querem, embora possa parecer que sim. Algumas raças de cães latem mais do que outras, existem raças que nascem para latir. Cães da raça como Basenji não latem, embora a raça possa vocalizar sons de outras maneiras. Se você ouvir atentamente seu cão irá aprender diferentes tons de latidos. Compreender a razão pelo qual seu cão late é o primeiro passo para o controle do seu comportamento. Em geral, os cães latem pelas seguintes razões;

Aviso/Alerta

É natural seu cão latir quando algum estranho ou carro passa em frente de casa. Muitos irão latir se sentir algum tipo de ameaça, proclamando: “Eu estou aqui para proteger esse lugar, não mexa comigo” O som de seu latido é geralmente agudo, forte e autoritário. Aperfeiçoar este instinto com treinamento pode ajudar a proteger sua casa e sua família.

Ansiedade

Latidos ansiosos muitas vezes parece ser um ato de auto calmante para muitos cães. Muitas vezes são bem altos acompanhados de um choramingo. Este tipo de latido é comum em cães com ansiedade de separação.

Porque cães latem

Brincadeira/Excitação

Esse tipo de latido é especialmente comum em filhotes e cães jovens. Muitos cães vão latir enquanto brincam com pessoas ou outros cães. O tom do latido tende a soar otimista e musical. Alguns cães latem animadamente quando sabem que estão prestes a ir para uma caminhada ou um passeio de carro.

Busca de atenção

Quando você escutar esse latido, você vai saber exatamente o que isso significa: “Oi! Oi! Olha! Estou aqui!” Alguns cães podem chorar e latir ao mesmo tempo para chamar sua atenção, feito uma criança choramingando.

Tédio

O latido de um cão entediado soa como um cão que late apenas para ouvir sua própria voz. É um latido triste e irritante. Cães entediados muitas vezes latem para liberar o excesso de energia e solidão. Geralmente precisam de uma atividade física e até mesmo de uma companhia.

 Porque cães latem

Respondendo a outros cães

Este é provavelmente um cenário familiar, um cão na rua começa a latir, e os cães do bloco se junta a ele formando uma sinfonia irritante.

Prevenir e parar latidos em excesso

Uma vez determinado a causa dos latidos excessivos de seu cão. Você agora pode começar a controlar seu comportamento. A melhor maneira de evitar latidos excessivos em primeiro lugar é tentar remover todas as potenciais fontes que gera o comportamento.

  • Exercitar seu cão como caminhada e brincadeiras, onde ele possa canalizar suas energias.
  • Evitar deixar seu cão sozinho por um longo período de tempo.
  • Nunca de carinho, conforto ou alimento para seu cão quando ele estiver latindo para chamar atenção ou por ansiedade. Você estará estimulando seu comportamento inadequado.
  • Gritar para seu cão para de latir não é a melhor saída. Ele pode vir a latir mais
  • Evite punições como colares de choque são dolorosos e cruéis.
  • Tente obter a sua atenção com uma palma ou assovio, uma vez que seu cão acalmar redirecione sua atenção para algo produtivo e gratificante como um brinquedo ou um petisco.
  • Não deixe seu cão latir constantemente independentemente do motivo.
  • Consulte seu veterinário ou adestrador, se continuar a enfrentar problemas de latidos.
Para saber sobre "Porque cães latem" acesse about.com
Para ler mais publicações como "Porque cães latem", clique aqui | , , ,
Encontre mais publicações como "Porque cães latem" em | Comportamento

Palavras Tags: , , ,

Gestação partos em Gatos

Publicado em 04 dezembro 2012

Gestação partos em gatos, momento delicado para rainhas

Gestação partos em gatos, é um momento delicado, os sintomas da gestação pode ser confundidos com sinais de doença. Para o parto do seu gato correr bem aqui vai algumas dicas;

Se a sua gatinha não foi castrada, como geralmente é recomendado, e ela está autorizada a fazer os passeios fora de casa mais cedo ou mais tarde você terá uma família de gatinhos em casa. Os sintomas da gestação podem ser confundidos como sinais de doença, elas podem ter náuseas, mostram alterações de humor, alterações no apetite e, obviamente, inchaço abdominal.

Gestação e partos em gatos

Gestação partos em gatos se tiver alguma dúvida sobre o estado de sua rainha, procure o mais rápido um veterinário, e lembre-se de ser gentil com ela, as primeiras semanas de gravidez são as mais delicadas.

Na gestação parto em gatos as mudanças de humor são devido a alterações hormonais. Ela pode se tornar uma criatura pacífica, doce e fofinha, ou uma criaturinha rude, agressiva e chata. Além disso, ela vai começar a desenvolver seu instinto materno e “praticar” como ser mãe com seus brinquedos e com outros animais de estimação com que divide a casa.

Na gestação parto em gatos as alterações no apetite são diferentes em cada caso, algumas comem vorazmente, outras estarão em estado de anorexia. Consulte seu veterinário a possibilidade de adicionar suplementos de vitaminas e cálcio na sua dieta. Caso observar sintomas de doença ou de apatia durante a gestação, procure o veterinário talvez possa ser um aborto espontâneo ou talvez uma doença, como neste casos infecções uterinas.

Gestação e partos em gatos

Gestação parto em gatos é importante percebemos que esse é um momento especialmente sensível e vulnerável. Devemos evitar, quando possível, fazer movimentos brusco e ruídos e protegê-las de riscos e estresse.

Gestação partos em gatos a duração é de 57 a 62 dias. Na nona semana o nível de atividade de sua gatinha irá diminuir ela vai começar a olhar para um ambiente aconchegante, um lugar tranquilo e isolado para fazer seu ninho. O que podemos fazer é ajuda-la provendo um lugar limpo e aconchegante com toalhas e panos limpos e macios.

Ela irá ficar extraordinariamente inquieta, devido á distensão abdominal, o inchaço não vai permitir que ela fique na mesma posição por muito tempo. Ela miará muito pela casa e andará de um lado pro outro. Isso significa que o momento está próximo. Ela irá encontrar a posição correta, as contrações uterinas vai fazê-la entregar o primeiro gatinho, que pode nascer com ou sem a placenta (cada recém nascido vai ter o sua própria placenta, e não será quebrada durante o parto, a mãe irá rasgar com os dentes a placentas de cada gatinho). É normal a mãe comer a placenta, e isso pode causar uma leve diarréia, mas não há nenhuma razão para se preocupar.

Gestação e partos em gatos

O intervalo entre a primeira e a segunda entrega normalmente é muito curto, mas o terceiro vai levar mais tempo. Sua gatinha vai usar esse tempo para se limpar e limpar seus filhotes. Devemos colocar tigelas de comida e água perto do ninho, pois algumas gatinhas comem e bebem água durante o parto para recompor as energias perdidas.
O trabalho de parto pode durar até 24 horas. Quando terminar as contrações, a gatinha vai ajudar os gatinhos limpando-os corretamente e  colocando-os em um lugar confortável.

Para saber mais sobre “Gestação partos em gatos” acesse thepetsjornal 

Para ler mais publicações como "Gestação partos em Gatos", clique aqui | , , ,
Encontre mais publicações como "Gestação partos em Gatos" em | Comportamento

Palavras Tags: , , ,

Meu Cachorro late muito

Publicado em 01 dezembro 2012

Meu Cachorro Late Muito e Uiva

Se meu cachorro late muito e uiva,  isso não é só um problema seu, mas universal, especialmente para seus vizinhos. Em todo mundo, a cada dia, as pessoas batem na porta e dizem educadamente “ Olá, deve haver algo de errado com seu cachorro de estimação” ou as vezes chegam ao extremo de gritar, deixar bilhetes e até chamar a policia. Como lidar com esta questão de um ponto de vista jurídico?

Meu Cachorro Late Muito

 Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o barulho do latido ou uivo podem causar muitos problemas de saúde, especialmente em crianças, pessoas com doenças cronicas e idosos. O nível de barulho aceitável  se seguirmos as orientações da OMS, menos que 30 decibéis. E os Órgãos Públicos  locais são responsáveis pela aplicação da limitação, e para medir e controlar a intensidade dos sons.

Em Zaragoza (Espanha), há uma lei que estabelece que, para ser autorizado a manter um cão, o proprietário deve garantir que os vizinhos não serão perturbados pelo animal. Se existirem queixas, a policia vai visitar as instalações e verificar, com o medidor de nível de som o mesmo que é usados em boates, o ruído não pode passar de 45 decibéis durante o dia e 27 á noite. E se isso acontecer, os infratores terão de enfrentar muitas entre 750 a 1,500 euros.

Em Los Angeles (Estados Unidos), ter um cão que late continuamente ou por um longo período de tempo é considerado, uma perturbação pública. Um delito, que pode ser punido com multas de até 1,000 dólares ou seis meses de prisão. Em Nova York, a lei diz que não é permitido latir  “injustificadamente”, o que, traduzindo para números, significa lapsos de mais de dez minutos durante o dia, ou a noite mais de cinco minutos entre 10:00 da noite a 7:00 da manhã do dia seguinte.

 No Brasil a lei é um pouco semelhante aos Estados Unidos, onde uivos e latidos são vistos como ameaças ao direito do cidadão á calma e paz, os proprietário podem ser multados ou presos podendo pegar de 15 dias a 3 meses de prisão.

Na Austrália, as autoridades locais sugerem que proprietários de cachorros que latem muito e seus vizinhos incomodados devem resolver o assunto em  Centros de Justiça Comunitários. Estes centros são financiados pelo governo é um lugar onde eles podem chegar a um comum acordo sem precisar ser resolvido em tribunais de justiças. De qualquer forma esse sistema não funciona, a lei contempla multas de até 880 dólares para a primeira infração e 1,650 dólares para a segunda e assim consequentemente.

Quando o cão late muito, provavelmente a alguma coisa errada. É importante ter certeza de que eles são saudáveis e estão sendo bem cuidados. Como proprietário de um animal de estimação, é seu dever treinar seus animais, cuidar deles e fazê-los felizes, a paciência dos vizinhos não deverem ser posta á prova mais de uma ou duas vezes.

Leia mais sobre “Meu Cachorro late muito” em fonte: thepetsjornal.com




 

					
Para ler mais publicações como "Meu Cachorro late muito", clique aqui | , , ,
Encontre mais publicações como "Meu Cachorro late muito" em | Comportamento

Palavras Tags: , , , ,

10 dicas para escolher seu pet

Publicado em 28 novembro 2012

10 dicas para escolher seu pet

Pet, como escolher? Aqui vão 10 dicas para escolher seu pet ideal. Hoje nossa vida é bem diferente de alguns anos atrás, de como era a vida de nossos pais. Naquela época as maiorias das famílias tinham cães como pet, como pastor alemão e boxers e ás vezes um gato, fora os visitantes que apareciam de vez em quando para uma ou duas refeições semanais. O núcleo familiar era composto pelo marido e a esposa que ficava em casa cuidando das crianças. Hoje em dia esse núcleo familiar é certamente diferente eu só não sei se ele é melhor ou pior.

Hoje temos uma variedade de pets para escolher, e esses animaizinhos vão fazer parte da nossa vida torna-se membro de nossa família, nosso melhor amigo. Aqui estão algumas dicas do que fazer e oque fazer quando escolher um animal de estimação.

1 – Não compre um Pet por impulso

Não compre seu animal de estimação por capricho ou inspiração. Comprar seu pet em um pet shop somente porque ele fez aquela carinha adorável não é a melhor solução quando esse irá fazer parte de sua família por alguns anos. Às vezes não somos os melhores a julgar quais são nossas necessidades e desejos, e às vezes nossas escolhas não irá atender nossas necessidades. Por isso antes de escolher seu pet pesquise, converse com seus amigos que tenham um pet em casa, procure saber qual a melhor raça que combine com seu estilo de vida.

2 – Pesquise antes de adquirir um Pet

Procure aprender tudo sobre o tipo de animal de estimação que você está considerando comprar. Lojas de animais não são os melhores lugares para obter essas informações geralmente nestas lojas as informações são básicas lá eles são apenas um produto a venda. Livros são boas fontes de informação apesar de não acharmos muitos livros no assunto, internet você pode encontrar boas informações, adestradores é uma ótima fonte de informação também.
Vale lembrar que um novo animal de estimação pode alterar a estrutura de uma família e precisa ser aceitos por todos os membros da família. Se você estiver pensando em comprar um cachorro, aprenda sobre os atributos especiais de muitas raças. Raças de cães são tão diferente em suas personalidades, habilidades e necessidades como as pessoas são.

3 – Visitem associações de animais Pet e centro de adoções de animais

Visitar esses lugares e interagir com animais irá lhe ajudar na escolha de seu pet. Observe os animais procure ficar próximo do animal que deseja adquirir e faça uma análise mental de pontos positivos e negativos.

4 – Combine seu animal de estimação (Pet) com seu estilo de vida

Você gosta da noite ou do dia? Alguns animais de estimação como planador do açúcar e furões gastam a maior parte do dia dormindo e são mais ativos à noite. Você trabalha longas horas? Alguns animais não gostam da solidão enquanto outros não se importam. Você tem crianças? Eles estão maduros o suficiente para não ser uma ameaça ao novo integrante do grupo? Se você viaja muito, quem irá cuidar do seu animalzinho na sua ausência?

5 – Combine seu animal de estimação (Pet) ao seu ambiente

Quanto ao espaço livre? Existe quintal? Tem muros? Como seus vizinhos se sentem sobre seu novo pet? Se mora de aluguel quais são as implicações de ter um pet na residência?

6 – Porque você quer um pet?

Este animal de estimação será substituto de uma criança? Não há nada de errado com isso. Possivelmente você irá querer um cão ou um gato que são excepcionalmente carinhosos. Raças como Toy pode ser ideal para você. Seus traços e personalidades são muitos importantes. Você quer um animal de estimação que é independente e exige pouco contato ou você está procurando um companheiro energético com quem você pode correr ou jogar bola?
Com o passar do tempo os animais de estimação e seus donos tendem a assemelharem-se uns aos outros. Considere as razões porque você quer um animal de estimação. Você quer jogar com ele e acaricia-lo? Então uma salamandra ou uma tartaruga não pode ser seu animal de estimação. Você quer ensinar truques e interagir com ele? Um cão, gato ou furão pode ser a escolha certa. Muitas famílias compram animais de estimação para ser companheiro dos seus filhos. Esta é uma excelente ideia. No entanto, não se compra um animal de estimação para incumbir responsabilidade em uma criança. Esteja preparado para cuidar do seu pet.

7 – Este é o momento certo em sua vida para ter um animal de estimação (Pet)

Considere francamente se este é realmente o momento certo em sua vida de possuir um animal de estimação. Se você já tem outros animais e se eles vão se dar bem com o novo integrante do grupo. Como está seu tempo?

8 – Estimativa de vida do seu pet

Quanto tempo de vida você espera que seu animal de estimação vá viver? Média de cães e gatos pode viver de 12 -16 anos, alguns mais. Tartarugas e peixes dourados têm vida que se aproximam das nossas. Pequenos papagaios podem viver de 8-14 anos, os maiores 35-60 anos. Ratos, no entanto vivem aproximadamente 2 anos.

9 – Você será capaz de atender as necessidades especificas do seu animal de estimação (Pet)

É uma boa ideia fazer uma pesquisa on-line ou em livros de quais os cuidados que seu animal de estimação necessita. Converse com outros donos e procure saber as experiências e dicas que eles possam lhe passar. Você tem tempo suficiente para alimenta-lo adequadamente e limpar seu espaço? Muitos animais de estimação ficam entediados se eles não têm suficiente contato. Este tédio pode levar a uma variedade de comportamentos indesejáveis.

10 – Custo com um pet

Além do custo inicial do animal de estimação, você vai incorrer em gastos consideráveis em comprar o animal de estimação um lar adequado ou gaiola. Com o tempo, o custo de uma boa dieta será muito superior ao valor pago por ele. Além de precisar de cuidados veterinários caros, higiene e pet sitters também.

Para saber mais sobre “10 dicas para escolher seu pet” acesse

Fonte: 2andchance.info

Para ler mais publicações como "10 dicas para escolher seu pet", clique aqui | , , , ,
Encontre mais publicações como "10 dicas para escolher seu pet" em | Comportamento

Receba Novidades

Seu e-mail aqui!

Junte-se a 299 outros assinantes


SOCIAIS

  • Alecrim e Salsa Comida
  • Contrata Já! Contrata Já!
  • Facebook Curta!
  • Quero um Blog Aprenda a fazer seu próprio blog
  • YouTube Assista!
%d blogueiros gostam disto: